Categorias
Gatos

Um gato filhote sabe voltar pra casa?

eu tenho um gatinho de 5 meses e ele nunca saiu de casa tenho medo que ele nao volte ja perguntei aos visinhos e me disseron que ouviram os cachorros atras de alguma coisa e que se escondeu ai pensaram que era um rato entao eles prenderam os cachoros e o gatinho sumiu sera que ele volta?/???? ele sabe volta pra casa????

13 respostas em “Um gato filhote sabe voltar pra casa?”

5 Meeeses e muitoo noovo…

Mais quem sabe ele volte, os gatos decoram o lugar onde moram, e cada dia dão uma saidinha

Se não o caso,alguem pode achar ele e devolver,se for conhecido

sei la,

boa sorte

abraços !

tem chance de voltar ! porque gato é um animal muito esperto ! já acontecu com o meu ele sumiu por 1 semana e volto sem nenhum ferimento e normal ! levamos ele ao veterinário e ele não estava com nenhuma doeça . eles saem por curiosidade e na mairia das vezes voltam !

Não querendo desanimar mais 5 meses é muito novo nao sei se reconhce o lugar ainda , porque o perigo nao é so de ele saber mais de alguem fazer alguma ruidade com ele , porque minha tia tinha um gato ele ja era uma pouco mais velho uns 3 anos seei laa , ele sabia e voltava mais teve um dia que ele na voltou mais… Mais tomare que voce ache ele,,

boa sorte

Talvez ele saiba… mas talvez não consiga voltar. nas ruas existem tantos perigos… não deixe seu gatinho sair. Gato que tem casa e dono não deve ficar perambulando nas ruas… Coloque telas impedindo a saida dele e castra para que diminua a vontade de passear.

Olá, Lorena ele é muito pequeno, mas os gatos memorizam seu lar e acredito que ele volte. Mas vc tem que pensar na possibilidade de alguém ter pegado ele, justamente por ser pequeno, procure saber dos seus vizinhos se alguém o viu e avise que ele á seu, assim se alguém pegou vai devolver.

É PRECISO PROCURAR!!!
Dada a sua natureza mais recatada, em princípio, os gatos não se afastarão muito mais do que um quilometro. O êxito na procura de gatos desaparecidos depende quase exclusivamente da insistência e “perícia” de quem os procura.

Pense nos locais para onde o seu gato provavelmente se deslocaria em procura de comida, de abrigo ou de companhia, ou simplesmente por curiosidade. Uma casa desabitada? Uma casa com animais não esterilizados? Uma zona frequentada por uma colônia de gatos? O seu gato poderá estar assustado/ferido e ter-se escondido em algum local de onde não se atreva a sair ou pode ter entretanto ficado preso em algum local (um sótão, uma garagem, etc.).

Percorra a pé as imediações do local do desaparecimento e chame pelo seu gato com calma, utilizando expressões que ele reconheça. É essencial repetir esta rotina diariamente e durante o maior número possível de dias/semanas, com maior intensidade à noite (que é quando tudo está mais calmo e os gatos se mostram mais). Um gato assustado ou num ambiente desconhecido muito dificilmente se mostrará ou responderá ao nome, pelo que é necessária muita persistência da sua parte. Faça os mesmos percursos várias vezes. O seu gato poderá vir a juntar-se a uma colônia de gatos (geralmente, as colônias formam-se onde existe abrigo e uma fonte de alimentação regular), pelo que é importante reforçar as buscas nesses locais e abordar pessoas que alimentem animais de rua.

Faça sons familiares! Os animais podem ouvi-lo a grandes distâncias. Chame com frequência pelo seu gato, mas com tom de voz calmo. Se ele tiver um brinquedo com gizo/apito, leve-o consigo e utilize-o para fazer sons familiares. Faça outros sons conhecidos do seu gato (abanar o saco de ração, bater com uma colher na lata de comida, etc.), sempre com calma. Ouça com atenção se o seu gato faz algum barulho em resposta.

Leve uma lanterna com luz forte! Mesmo durante o dia, leve consigo uma lanterna para procurar em locais escuros. Um gato assustado ou magoado irá esconder-se em locais resguardados e não irá ter consigo. Além de procurar em locais escuros, procure também em valetas, barracões, garagens, aterros, contentores, casas devolutas ou em construção, debaixo de carros, etc. Se o seu animal tiver caído, o mais provável é que se tenha escondido logo nas imediações do local da queda (debaixo de um carro, numa garagem, num vão de escada, etc.). Se seu animal tiver acesso regular ao exterior ou ao telhado, é possível que tenha ficado preso (num sótão, numa casa devoluta, numa casa em obras).

Muna-se de transportadora e de comida apelativa! Na busca do seu gato, não se esqueça de levar uma transportadora e ração/comida com cheiro forte apelativo (por exemplo, sardinhas ou atum) para o atrair na eventualidade de o conseguir ver.

Aborde os frequentadores do local! Pergunte aos moradores locais e a outras pessoas que frequentem habitualmente a zona (lojistas, carteiros, funcionários camarários de limpeza) se viram o seu gato e peça-lhes que fiquem atentos a gatos com as mesmas características.

Olhe para cima! É muito importante procurar bem debaixo de carros e em potenciais “esconderijos”. Contudo, também é importante “olhar para cima”. Se houver árvores nas redondezas, convém certificar-se de que o seu gato não terá subido a nenhuma. Em momentos de pânico, alguns gatos sobem até ao cimo de uma árvore e não conseguem depois descer.

Faça cartazes de procura-se e cole no seu bairro e clinicas veterinarias, ofereça recompensa mesmo q pouco como uns 10 reais, se alguem o encontrar certamente devolverá a vc!

Não desista! Há casos de gatos que andaram desaparecidos durante meses e que acabaram por ser encontrados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *