Categorias
Répteis

Tenho uma tartaruga terrestre ?

quais doenças estes animais de estimação podem transmitir ?

5 respostas em “Tenho uma tartaruga terrestre ?”

Tenho 3, nunca me passaram doenças. Uma delas esteve doente, com pneumonia e eu curei sem medo. Hoje ela está super bem.
Acho que vc pode ficar despreocupado. Diz a lenda que elas curam bronquite se dormirem embaixo da cama do doente. Hehehe…na verdade, não sei se é verdade.
Abraços.

Jabutis
Hehe… Tartaruga terrestre Jabuti? Tartarugas geralmente é um termo usado à todos os Quelônios, porem tartarugas são espécies somente aquáticas… Marinhas ou dulcícolas! tendo como característica as patas afiladas como nadadeiras e recolhem completamente a cabeça… Ha também as semi-aquáticas chamadas de cágados que recolhem lateralmente a cabeça! e os Jabutis que são exclusivamente terrestres e habitam os continentes de clima tropical e semi-areado do hemisfério sul… E possuo alguns jabutis… 18 para ser exato xD! Esses animas quando em ambiente selvagem “nativo” são comum mente parasitados por salmonelas… Salmonelose… que são transmitidas aos seres humanos se o indivíduo ingerir fezes ou vestígios de fezes do animal… essa é a única parasitose com a qual vc deve se preocupar mais… pois

Patogénese
A salmonela, após ser ingerida pelo hospedeiro, passa pelo estômago, de onde entra para o meio interno, ligando-se por meio de fímbrias específicas da espécie às células M. A bactéria introduz Sips ou SSps que levam a um rearranjo do citosqueleto da célula M. Deste modo, a bactéria é envolvida por um fagossoma, induzindo a morte da célula hospedeira, e a posteriori dissemina para os tecidos adjacentes, explicando assim, a infecção do tracto gastrointestinal
Epidemiologia
Salmonella spp. pode colonizar todos os animais enquanto que na Salmonella Typhi, o Homem é o único reservatório. A salmonelose febre tifóide é endémica nos países subdesenvolvidos. Embora tenham sido encontradas resistências via plasmídeos ao cloranfenicol, ampicilina, a Salmonella Typhi têm baixa dose infecciosa (ao contrário de outros serótipos de Salmonella).
Fatores de risco
Idade;
Imunossupressão;
Leucemia;
Anemia;
Menor acidez gástrica.
Doença
Patologias como gastrenterite, septicemia, febre entérica causam os sintomas da salmonelose.
Gastroenterite: salmonelose mais freqüente, a sua sintomatologia surge 6 a 48h após ingestão de alimentos ou água contaminados; os sintomas mais comuns são: diarreia não sanguinolenta, náuseas, dores abdominais tipo cólica e cefaléias. É autolimitada, durando de 2 dias até 1 semana.
Septicémia: Todas as espécies de Salmonella podem causar bacteriémia, mas em particular os sorovares, Salmonella Choleraesuis, Salmonella Paratyphi e Salmonella Typhi; como grupos de risco, encontram-se crianças, idosos, e indivíduos soropositivos;
Febre entérica, vulgarmente conhecida por febre tifóide (diferente do tifo), infecção sistémica febril caracterizada por febre gradual constante 10 a 14 dias após a infecção. Resulta especialmente de Salmonella Typhi, boa produtora de antígeno Vi. Agentes bacterianos: Salmonella Typhi, Salmonella Paratyphi.
A colonização crônica por Salmonella Typhi por um período superior a 1 ano após a doença sintomática pode ser assintomática, sendo a vesícula biliar o reservatório bacteriano preferencial.
Transmissão
Ingestão de alimentos contaminados por ex: ovos, peixes, leite, queijos, maionese caseira, etc.
Ingestão de água contaminada
Disseminação fecal-oral;
Contacto com pessoas doentes ou portadores assintomáticos.
Por animais como ovinos, suínos, coelhos, cães, aves marinhas, roedores, mamíferos marinhos, gatos e cavalos.
Prevenção
Lavagem freqüente das mãos;
Beber água engarrafada;
Não beber bebidas com gelo;
Evitar alimentos crus ou mal cozidos (ex. frutas);
Vacinação
Apenas em populações com alto risco. A vacina é baseada no antígeno do polissacarídeo VIi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *