Categorias
Cães

Meu cachorro está muito agressivo me ajudem?

Meu cachorro tem 04 meses e ele está muito agressivo, ele já tem um adestrador, que está me ajudando a resolver o problema.
Ele fica num espaço pequeno, mas passeio com ele 03 vezes ao dia e as vezes solto ele no parquinho para ele correr, e eu brinco todos os dias com ele, mas ele está muito agressivo, eu não bato nele, mas quando ele vem me morder, eu empurro ele para atrás, me defendendo, e quando ele vem sériamente me morder eu imobilizo ele e mordo a orelha dele, a pontinha da orelha, pois meu amigo disse que isso ajuda a diminuir de ele me morder, mostrar quem é o líder.
Ele é um Husky Siberiano e tem 04 meses, é macho…
Se eu saio correndo, ele corre atrás de mim e começa a me morder, as vezes não faz nada
Se os outros saem correndo, ele nem liga
Quando ele faz algo errado eu não bato nele, se ele estiver rasgando algo, etc, eu apenas falo a palavra ”Não” bem firme, e se ele respeitar o Não, eu lhe dou um petisco, faço o que o adestrador faz
Mas não sei porque ele é agressivo comigo..
Ele já tomou todas vacinas, menos a de raiva
Ele vem morder minha mão, meus dedos, vem com tudo, e não quer largar, tenho que sair correndo quando ele segura minha mão com tudo, não tem jeito…

6 respostas em “Meu cachorro está muito agressivo me ajudem?”

Há várias razões pelas quais seu cachorro pode mostrar um comportamento agressivo. Aqui estão alguns tipos de agressão.

Defensiva. Aqui está um cenário típico de agressão defensiva. O cachorro faz alguma coisa errada. O dono o encontra e dá uma bronca, fazendo o cachorro se esconder embaixo da cama. O dono, então, entra embaixo da cama para puxá-lo e leva uma mordida.

Qualquer cachorro morde ao se sentir ameaçado. Neste caso, o cão recuou e se fez de “invisível”, o que numa sociedade canina significa submissão. A única razão que o cachorro pode pensar para explicar que o dono ainda queira persegui-lo após ele ter se mostrado submisso e aceitado sua dominância é que quer feri-lo. O cachorro só está tentando se proteger. A melhor coisa a fazer quando seu cachorro se esconde após uma bronca é deixá-lo sozinho.

Territorial. A agressão territorial é uma das razões pelas quais gostamos de viver com cachorros. Eles defendem seu território, o que pode incluir a sua casa, pertences, comida e os donos. Fazem isso contra qualquer invasor. Sem a agressão territorial, não haveria cães de guarda.

No entanto, a agressão territorial pode perder o controle. Ela pode aparecer em coisas pequenas como pular, em coisas frustrantes como marcar território ou em coisas graves como morder. Mais uma vez uma boa relação de dominância com seu cão é essencial. Se você fizer o papel de cão dominante, ele vai se sentir seguro quando você estiver seguro. Assim, não vai defender o território contra as visitas, leitores de luz e carteiros. Ele só defenderá sua casa quando surgir a necessidade.

Agonístico (relacionado a dor). Um cão doente ou ferido sabe que é vulnerável. O mesmo é verdadeiro para um cão idoso, com os sentidos mais fracos, reações mais lentas e mobilidade prejudicada. Até mesmo situações extraordinárias podem fazer um animal vulnerável sentir que deve atacar e fazer sua própria defesa.

Algumas vezes a dor é visível e você pode esperar pela possível agressão. Em outras, entretanto, não é tão fácil notar antes que seja tarde demais. Se você está agradando ou brincando com seu cachorro como sempre faz, por exemplo, e ele rosna e tenta morder você de repente, suspeite de alguma dor e chame o veterinário imediatamente. A artrite é uma causa comum para este tipo de comportamento.

Reprodutivo. Este tipo de agressividade provavelmente não precisa de explicação. Se houver uma cadela no cio em qualquer lugar do universo, os cachorros não castrados saberão onde e tentarão chegar até ela de qualquer maneira, inclusive brigando uns com os outros. O instinto de reprodução pode ser o estopim de brigas entre cães e até mesmo de ataques fora do normal aos membros da família.

=> A solução infalível para este tipo de problema é óbvio e muito importante: você precisa castrar seu macho ou fêmea, de preferência antes dos seis meses de idade.

Quando chamar o veterinário:
Um comportamento agressivo não é uma coisa que possa ser ignorada ou desprezada. A vida do seu cachorro depende disso. Se seu cão tem feito ataques sérios, especialmente de repente e sem ter sido provocado, faça uma exame geral com seu veterinário o mais rápido possível. Ele pode ajudar a determinar o tipo de tratamento ou indicar um especialista em comportamento de confiança.

Há várias razões pelas quais seu cachorro pode mostrar um comportamento agressivo. Aqui estão alguns tipos de agressão.

Defensiva. Aqui está um cenário típico de agressão defensiva. O cachorro faz alguma coisa errada. O dono o encontra e dá uma bronca, fazendo o cachorro se esconder embaixo da cama. O dono, então, entra embaixo da cama para puxá-lo e leva uma mordida.

Qualquer cachorro morde ao se sentir ameaçado. Neste caso, o cão recuou e se fez de “invisível”, o que numa sociedade canina significa submissão. A única razão que o cachorro pode pensar para explicar que o dono ainda queira persegui-lo após ele ter se mostrado submisso e aceitado sua dominância é que quer feri-lo. O cachorro só está tentando se proteger. A melhor coisa a fazer quando seu cachorro se esconde após uma bronca é deixá-lo sozinho.

Territorial. A agressão territorial é uma das razões pelas quais gostamos de viver com cachorros. Eles defendem seu território, o que pode incluir a sua casa, pertences, comida e os donos. Fazem isso contra qualquer invasor. Sem a agressão territorial, não haveria cães de guarda.

No entanto, a agressão territorial pode perder o controle. Ela pode aparecer em coisas pequenas como pular, em coisas frustrantes como marcar território ou em coisas graves como morder. Mais uma vez uma boa relação de dominância com seu cão é essencial. Se você fizer o papel de cão dominante, ele vai se sentir seguro quando você estiver seguro. Assim, não vai defender o território contra as visitas, leitores de luz e carteiros. Ele só defenderá sua casa quando surgir a necessidade.

Agonístico (relacionado a dor). Um cão doente ou ferido sabe que é vulnerável. O mesmo é verdadeiro para um cão idoso, com os sentidos mais fracos, reações mais lentas e mobilidade prejudicada. Até mesmo situações extraordinárias podem fazer um animal vulnerável sentir que deve atacar e fazer sua própria defesa.

Algumas vezes a dor é visível e você pode esperar pela possível agressão. Em outras, entretanto, não é tão fácil notar antes que seja tarde demais. Se você está agradando ou brincando com seu cachorro como sempre faz, por exemplo, e ele rosna e tenta morder você de repente, suspeite de alguma dor e chame o veterinário imediatamente. A artrite é uma causa comum para este tipo de comportamento.

Reprodutivo. Este tipo de agressividade provavelmente não precisa de explicação. Se houver uma cadela no cio em qualquer lugar do universo, os cachorros não castrados saberão onde e tentarão chegar até ela de qualquer maneira, inclusive brigando uns com os outros. O instinto de reprodução pode ser o estopim de brigas entre cães e até mesmo de ataques fora do normal aos membros da família.

=> A solução infalível para este tipo de problema é óbvio e muito importante: você precisa castrar seu macho ou fêmea, de preferência antes dos seis meses de idade.

Quando chamar o veterinário:
Um comportamento agressivo não é uma coisa que possa ser ignorada ou desprezada. A vida do seu cachorro depende disso. Se seu cão tem feito ataques sérios, especialmente de repente e sem ter sido provocado, faça uma exame geral com seu veterinário o mais rápido possível. Ele pode ajudar a determinar o tipo de tratamento ou indicar um especialista em comportamento de confiança.

Bom, primeiramente se você repreende o cão e depois elogia ele fica confuso, então quando repreender(dizer não) e ele obedecer não faça nada mais, apenas se retire.

A questão de morder a orelha seu amigo anda vendo muito “neve pra cachorro”, O que você deve fazer quando ele for agressivo com você é prende-lo no chão e deixa-lo deitado até que ele relaxe, então você se retira e ele entende que você é a Líder.Assim como outro cão faria.Basta você segurar o cão pelo pescoço no chão e ir retirando a mão aos poucos, mas ele não deve se levantar até que você se retire.

Uma boa forma de mostrar que é líder é passear com ele, mantenha-o do seu lado ou atrás, nunca na frente(quem vai na frente é o líder).Ele também não pode ficar cheirando tudo e parando quando quer, ele só deve começar a cheirar o chão e as árvores quando o passeio já tiver passado da metade e você deixar.Assim como ele só pode fazer xixi quando você deixar, e apenas uma vez, mas que isso já é marcação de território.

Você não mencionou o tipo de brincadeira que você faz, mas é importante saber que quando vai começar e quando vai acabar quem decide é você.Assim como você é quem sempre deve terminar ganhando.

Bom, estes pequenos detalhes você verá que a diferença vai ser grande.

—————-
Mantenha-se sempre calmo e firme.

Husky é uma raça muiiiiiiiiito teimosa mesmo, é necessario muiiita mais muita paciencia mesmo, pois eles nao aprendem com facilidade vc tem q ser persistente e nunca ficar com raiva quando perder a paciencia saia de perto dele e so volte quando estiver calma.

Seu filhote é muito novinho, pelo q vc descreveu nao vejo agressividade nele, essas mordidas vejo como brincadeira, filhotes brincam assim e acredite vai piorar pq os dentes vao começa a cair, quando vc sai correndo e ele te morde ele so esta brincando com os outros ele nao liga pq é com vc q ele quer brincar. Pode acreditar ela nao esta agressivo com vc, essas mordidas é o carinho dele e quando ele estiver maior vai virar um grande companheiro seu. A minha era assim tmb, ela com 1 mes mordia mas mordia muiiito, quando eu pegava ela no colo ela ate rosnava p/mim, eu ficava desesperada com aquilo. hj ela tem 7 meses, ainda brinca de morder, mas ja morde devagar, e é apaixonada por mim, so eu posso pegar o osso dela, mecher na comida, se outra pessoa chegar perto ela avança, so come se eu colocar a comida. Ela é uma Pastor Belga.

Olha mas quando ela tinha a idade do seu filhote ela tinha o mesmo comportamento ou talvez ate pior ela me enfrentava mesmo, nao obedecia de jeito nenhum, se eu empurrase ela vinha cheia de raiva e mordia p/valer com akeles dentinhos fininhos que sou marcada ate hj, eu fazia assim, quando ela nao obedecia eu imobilizava e so soltava quando ficava calma e se voltasse a morder imobilizava de novo ate parar a falava nao bem firme, ai quando se acalmava eu elogiava, quando vinha me morder falava nao e dava o briquedinho. Ensinei a ela todos os comandos de obediencia, tudo ela aprendia muito rapido com 4 ou 5 meses ja sabia fazer tudo, sentar, deitar, patinha, tchau, por favor, etc. Outra coisa antes de dar a comida peça p/q ele faça alguma coisa tipo sentar e sempre coloque a mao na vasilha, tire a comida da boca dela, tire a vasilha e coloque de novo, tudo isso ajuda a ele entender que o lider é vc.

Espero ter ajudado….!!! Boa Sorte… Cães aprendem por repetição essa fase é assim mesmo, ele é so um bebe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *