Categorias
Aviação

Há necessidade de fazer um vôo SBCT-SBSP no FL290?

Porque não da nem 5 min de vôo de cruzeiro que ja começo a descer, não era mais facil fazer este vôo pelo menos no FL250?

4 respostas em “Há necessidade de fazer um vôo SBCT-SBSP no FL290?”

Felipe

teoricamente vc tem razão, mas como compatibilizar uma aeronave de grande performance como um Airbus , com as demais de menor performance que voam nas aerovias inferiores ?

Para evitar tal conflito, opta-se por voar num FL mais alto, mesmo que seja por apenas alguns minutos.

Felipe

teoricamente vc tem razão, mas como compatibilizar uma aeronave de grande performance como um Airbus , com as demais de menor performance que voam nas aerovias inferiores ?

Para evitar tal conflito, opta-se por voar num FL mais alto, mesmo que seja por apenas alguns minutos.

* 1 hora atrás

Aeronave preferida para Vôos no FS9 (lógico, depois dos Boeings PMDG e 767 Level D)

Plano de Vôo de SBSP à SBCT (São Paulo – Curitiba) – FL 270
Saída 17R – subida, Mantendo proa da pista, a 2 min curva no HDG 280 com o VOR 116,90 setado até interceptar a UW24 (HDG 250) – após setar VOR 116,50, à 40Nm de Curitiba, iniciar descida para o FL 070 – à 5nm no través do SBCT curvar a direita proa 331, se afastando por 12nm, após curvar a esquerda na proa 240 e ligar o APP para interceptar o Glide Slop da 15, NAV1 109,30 e NAV2 (backup) 109,30 ambos setados – (Descida “IAC” IFR para SBCT RW15 ILS é o procedimento charllie, a chegada “STAR” é GISA UNO Destino SBCT-com Aproximação e pouso usando ILS da RW15).

Quem quiser o Plano de vôo completo para praticar, é só mandar mensagem no fórum ou e-mail no pvt.

Aeronave Cessna Citation 750 Delux.

Meu caro amigo Felipe! Aviação é coisa muito séria. Pela sua dúvida percebo que vc é leigo – todo procedimento de vôo, principalmente os vôos comerciais, são previamente planejados pelo comandante da aeronave, e dentro de padrôes rígidos de segurança. O FL (Flight Level) é padrão
para a direção e altitude em que a aeronave segue, compreende? No FL290 o vôo de cruzeiro é de
29000 pés em direção a S.Paulo, já no FL250 a altitude é de25000 pés, para voar em outra direção.
Esse padrão evita acidentes como o do Boeing da GOL, que foi derrubado pelo piloto do Legacy da Embraer, que talvez tenha achado que os FLs são apenas um número e não servem para nada. Se vc quer mesmo apreender sobre aviação, e tem um PC à altura, use o Flight Simulator 2004 da Microsoft e inscreva-se gratuitamente (tudo gratuito mesmo) na IVAO e seja um piloto virtual; neste Site: http://www.ivaobr.com.br/v2010/?pag=treinamento. Cmte.Sampaio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *