Categorias
Cães

Doença de cachorro pastor alemão quem souber me responde sepossivel?

Olha eu eu tenho um cachorro pastor alemão de 45 quilos e de aproximadamente 2 anos so que tem um problema faz um tempo apareceu na sua perna trazeira um tipo de inflamação parece não sei e agora esta se espalhando pela perna toda do lado de fora parece ate que tem um berne la mas não tem já fiz vários remédios e nada de melhorar,essa ferida fica vazando inflamação e não seca e doí muito pois ele não deixa nem relar no local próximo a ferida, eu já tive este problema com um outro so que ele era mais velho dai eu achei que que era da idade e ele morreu por causa disso nenhum remédio curou mas este e novo e parece que esta aumentando ele fica lambendo sempre se alguém souber de algum remédio que eu faça para sarar logo me responde por favor obrigado.

6 respostas em “Doença de cachorro pastor alemão quem souber me responde sepossivel?”

Pelo amor de Deusss, leva o cachorro no veterinario… Como que o cachorro ja esta neste estado e ate hj vc não o levou e se levou e o veterinario não fez nada leva em outro…. Não espera mais leva ele ontemmmmmm………….

“Provavelmente” deve ser lupos, são feridas que abrem de dentro para fora.
Meu cunhado teve um pastor com este problema, mas consulte um veterinário meu amigo.
Um abraço
________________________________________
Gente ! Só quis ajudar ! Prá detonar as respostas !

Olá! eu acho que tenho a solução dos seus problemas. Meu pai é veterinário e ele me explicou então estou aqui para ajudar.

Doenças infecciosas mais comuns

Parvovirose — geralmente fatal, esta virose causa falta de apetite, vômito, diarréia sanguinolenta, desidratação e, em alguns casos, problemas cardíacos.

Coronavirose — assemelha-se à parvovirose em sua apresentação, porém os sintomas geralmente são mais brandos, mas não dispensam cuidados veterinários.

Cinomose — doença viral, muitas vezes fatal, que pode apresentar sintomas como: febre, vômito, diarréia, alterações cutâneas, tosse, corrimento nasal, e/ou ocular e, não raramente, alterações neurológicas.

Leptospirose — doença causada por bactéria que afeta o fígado e os rins, caracterizada por falta de apetite, diarréia sanguinolenta, icterícia (amarelamento), dor abdominal e vômito. Pode ser transmitida ao homem.

Hepatite infecciosa — doença viral que atinge o fígado e pode levar à morte.

Parainfluenza — enfermidade respiratória que tem como sintomas tosse, espirros, secreção nasal e ocular e, nos estágios mais avançados, pneumonia.

Raiva — é uma zoonose fatal. O homem contamina-se quando entra em contato com a saliva de um cão raivoso.

Parasitas internos

A maioria dos cães nasce com vermes, que são transmitidos aos filhotes através da placenta da mãe ou durante o aleitamento. Felizmente estas infestações são fáceis de prevenir e tratar. Por isso, esteja atento se seu filhote apresentar algum destes sinais: fraqueza, diarréia ou vômito; perda de peso sem alteração de apetite; abdomên distendido; filamentos de sangue, muco ou estruturas semelhantes a sementes de melão nas fezes; comportamento estranho, como o de esfregar o ânus no chão.

Previna essas doenças através de um programa periódico de desverminação prescrito por um médico veterinário — é recomendado iniciá-lo nas primeiras semanas de vida. Tome cuidado ao mexer nas fezes, pois algumas verminoses podem ser transmitidas ao homem. Não esqueça de sempre lavar as mãos após executar as tarefas de higiene.

Parasitas externos

Pulgas — as pulgas são os parasitas externos mais frequentes, responsáveis por causar coceiras, desconforto, reações alérgicas e transmissão de vermes. Elas encontram-se, em sua maioria, no ambiente em que o filhote vive (cama, tapetes, assoalhos de madeira e frestas). Por isso, para obter resultados efetivos no controle de parasitas deve-se tratar o animal e o ambiente simultaneamente.

Carrapatos e piolhos — são parasitas externos que podem transmitir doenças. Examine seu cão periodicamente, a fim de constatar a presença desses parasitas.

Dia-a-dia

• Escovar o pêlo três vezes por semana

• Dar banho, com shampoo, apenas uma vez por mês, em dias quentes, e após o banho enxugar o cão

• A ração deve ser de excelente qualidade

• Limpar os dentes (dar ossinhos e outros produtos que existem no mercado)

• Limpar as orelhas uma vez por semana

• O comedouro deve ser alto para evitar torção gástrica, comum à raça

• Examinar, sempre, se as fezes estão normais

• A cada seis meses levar o cão ao veterinário, mesmo não tendo qualquer tipo de doença

• Continuar sempre os exercícios de adestramento

• Água sempre fresca

• Pelo menos uma vez por semana caminhar com o Pastor Alemão por uma hora. Se o pastor vive em quintais ou espaços pequenos, são necessários 30 minutos por dia, pelo menos (isto irá fazer bem para você também)

Bom, parece que é uma doença hereditária.
Não tem relação com a displasia?

Os cães displásicos nascem com articulações coxofemorais normais, e ocorrem subseqüentemente progressivas alterações estruturais que incluem relaxamento articular, inchaço, desgaste e ruptura de ligamentos, arrasamento da cavidade articular, subluxação da cabeça do fêmur, erosão da cartilagem articular, ossificação subcondral, remodelação da borda acetabular e da cabeça do fêmur, e produção de osteófitos na região periarticular.

Procure um veterinário para te ajudar.

e vc não levou seu outro pastor ao veterinario para saber o que era a tal doença?
pela sua descrição me parece ser sarna negra, que é uma doença hereditária e algumas linhagens de pastores tem… não tem cura realmente, mas pode ser controlada. esses animais não devem se reproduzir pois transmitem a doença. Não é contagiosa, não pega por contato (diferente do outro tipo de sarna que é contagiosa).
Leve seu cachorro ao veterinario para um bom exame e guarde a receita caso seja realmente a sarna negra…

Deixar o animal sofrendo do jeito que deixa os seus sem levá-los a atendimento médico, deixando um ferimento acabar com o animal aos poucos, um foi até a morte e será o caminho desse também, caracteriza MAUS TRATOS, ou seja, você não passa de um CRIMINOSO!!

Crie juízo e leve este cão ao veterinário, caso contrário, espero verdadeiramente que alguém te denuncie!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *