Categorias
Gatos

Diagnóstico de doença felina?

Olá,
Eu e minha esposa estamos há duas semanas com nosso gatinho de 11 anos visitando praticamente diariamente o veterinário. Estamos todos sem saber exatamente o que o Petrucci, nosso querido gato, tem. O veterinário continua investigando com muito afinco, no entanto ainda não chegamos a um resultado e nosso gatinho está cada vez mais fraco e magro. Se alguém puder ajudar a lançar uma luz sobre o problema, seremos eternamente gratos… nós e o Petrucci, que neste momento está deitado em frente ao teclado, carinhoso como sempre, mesmo bem debilitado.

Vamos aos sintomas e resultados de exames:

1 – Primeiramente notamos que ele não conseguia defecar, se posicionava na caixinha mas não fazia nada.
2 – Percebemos que a barriga estava um pouco inchada;
3 – Apetite reduzido;

Fomos ao veterinário, foi detectado líquido abdominal e foram pedidos exames de sangue, raio x do tórax, ultrasonografia e punção de líquido abdominal.

Hemograma:

únicas alterações:
Leucócitos: 21.600,00
Segmentados: 85% (Referência = 35 a 75%)
Linfócitos: 2% (Referência = 20 a 55%)
Eosinófilos: 4% (Referência = 2 a 12%)
Plaquetas: 9 % (Referência = 1 a 4%)

Conclusão : Leucocitose por neutrofilia, linfopenia e monocitose.

BIOQUÍMICO

Creatinina/; 3.95 mg/dl (Referência = 0,8 a 1,8 mg/dl)

PUNÇÃO ABDOMINAL
Exame Físico:
Volume: 20 ml
Cor: Amarelo claro.
Aspecto: turvo
Densidade: 1.024

Exame Químico
PH: 8.5
Proteínas: ++++ (3,0 g/dl) mg/dl
Glicose: ++ mg/dl
Sangue: +++

Contagem
Hemácias: 1.000
Células: 1.300

Citologia: Presença de hemácias integras, em sua maioria. Predomínio de neutrófilos hipersegmentados (60%), seguidos por células mononucleares (30%), linfócitos (09%) emacrófagos (01%)

Observações: Foram observadas eritro e leucofagocitoses. Células mesoteliais reativas estavam presentes. Ñ foram observadas bactérias nem células neoplásicas. CONCLUSÃO: Líquido do tipo transudato modificado de caráter inflamatório.

Este exame foi feito no terceiro dia após notarmos as alterações de comportamento. Cerca de 1 1/2 semana mais tarde foram feitos outros exames mais específicos PIF / FIV / Leucemia Felina / Toxoplasmose. Todos negativos. Um alívio saber que não tem nenhuma destas, mas continuamos perdidos. Uma observação a respeito da segunda punção abdominal é que o líquido saiu mais avermelhado, da primeira vez era amarelo claro.

Foi feito outro exame bioquímo:
Tipo de amostra: soro

Alterações:
Fosf. Alc.: 17 ui/l (Referência 25-93 ui/l)
Fósforo: 4.3 mg/dl (Referência 4,5-8,1 mg/dl)
Potássio: 3.31 mEq/l (Referência 4,0-4,5 mEq/l)

EXAMES DE IMAGEM

Raio X – Não mostrou nódulos, nem obstruções, mas estava turvo devido ao líquido.

Ultra-som – Alterações morfológicas em vários órgãos:
Fígado: Hepatomegalia difusa leve.
Vesícula: Colestase aguda
Estômago: Peristaltismo reduzido
Intestino: Estava sem motilidade durante o exame. Voltou a se movimentar, pois tem defecado diariamente.

Rins: RD, formato alterado (ovóide), dimensões reduzidas 27,8 mm (longitudinal). RE, formato preservado, porém, dimensões aumentadas – 48,6 mm (longitudinal). Sugestivo: Nefropatia

Bem,
Durante este tempo , ele foi submetido a 5 dias de antibiótico. Soro subcutâneo, eventualmente com vitamina B12.

Ele continua com líquido abdominal, não tem aumentado e aparentemente está reduzindo lentamente. Está bem magro e praticamente sem se alimentar. Um dado interessante sobre a alimentação é que ele vai até o pote com vontade de comer, no entanto, logo perde o interesse. Como está muito magro, foi receitado Ensure (suplemento em pó).

A suspeita agora é de problema cardíaco, embora os exames clínicos não revelem arritimias.

Não tem febre, não tem diarréia, não tem edemas pelo corpo, somente a ASCITE.
As fezes estão bem reduzidas pela baixa ingestão de alimento. Mas pelo menos não existe diarréia, o bolo é pequeno mas bem formado. Está fraco mas não está apático, manifesta seus desejos por carinho, reclama qndo não está satisfeito e tem interesse por comida, embora não consiga levar em frente.

Espero que alguém possa nos ajudar, por enquanto estamos perdidos sem saber como tratar de forma específica.

OBS.: O veterinário concorda plenamente e partilha de nossa busca por opiniões.

Gratos,
Gustavo , Gabriela e Petrucci.
Gostaria de agradecer a todos que estão nos respondendo e tentando ajudar. Valeu mesmo.
Qnto as perguntas feitas pela Juju:

1. O veterinário pediu GGT no exame, é que só listei as alterações do exame, GGT estava normal.

2. Ele já estava com líquido no adome qndo parou de se alimentar, a dimuição na alimentação tem sido gradativa desde o primeiro dia.

3. Ração: ele nunca aceitou outra a não ser a Cat Show, tentamos várias vezes a Royal e outras top de linha, mas ficava sem comer. Desde que ficou doente, começamos com a Royal Renal e até que estava comendo no começo, foi a melhor para ele até hoje. O que fazemos as vezes para incrementar é dar frango ou peixe cozidos sem sal e sem temperos, ele adora. Mas atualmente não tem adiantado tb.

Qnto a localização , estou em Piracicaba, alguem conhece algum especialista mais próximo, como Campinas por exemplo. São Paulo iria estressar demais meu pequeno amigo, ele fica muito agitado dentro do carro e não queria que ele gastasse mais energia

7 respostas em “Diagnóstico de doença felina?”

Aimmm Tadinho do Petrucci! Tadinho! =/
N posso ajudar! Desculpe!
Mas certamente nunguém aki poderá te ajudar muiiiiiiiiiito tb,pois ninguém é Veterinário.
As vezes aparece um ou outro loko dizendo q é,mas na verdade n é coisa nenhuma.
Por isso Cuidado!
Mas aconselho a leva-ló a outro Veterinário p ter uma segunda opinião.Ok.
Boa Sorte p Petrucci! Tomará q ele se recupere logoooooo! Rapidoooooo.
Ore a Deus! att =)

Olha,tente prpcurar outro medico!
minha gatinha tbm,levei ela n veterinaria praticamente morta…
ela tava largada n chao,espumando jah…
ela tbm estava com liquido abdominal….mas o problema dela era no figado
Eu acho que ta mais q evidente que é um problema gastrointestinal d seu gatinho…
Ainda mais que gatos sao caçadores e comem insetos,como lagartixa que contem uma substancia
que pode fazer mt mal!
Nao sei o caso da sua gata…
a minha estava desfalecida jah,com liquido abdominal e ela tava INTEIRA amarela(ela eh branquinha)..
amarela nos olhos,gengiva,lado de dentro da orelha,n comia,nem nada….o que indicava algo n figado..
ela ficou 4 dias internada e tomando soro e remedios e acabou melhorando…
achei que ela n ia sobreviver…
Tente procurar outro veterinario!

Não sou veterinaria mas pelos anos de convivencia com gatos e corridas a veterinarios, exames, resultados, medicações a gente começa a ter uma leve noção…
Vou dar a você uma sugestão, leve o gatinho a um hospital veterinario pois geralmente esses casos mais complicados só encontram solução em hospitais por estarem lá os melhores professores/profissionais de cada área.
O veterinario dele é especialista em felinos? Pergunto isso porque o veterinario sem especialização é a mesma coisa que um clinico geral de humanos (entende um pouco de cada coisa e nada em profundidade). Existem ótimos profissionais, especialista em felinos e bem entendidos nas enfermidades deles.A veterinaria dos meus gatos é especialista em felinos e com ela tenho aprendido muitas coisas bem sutis da morfologia dos gatos e dos cuidados diferenciados.
Espero que vcs consigam um bom especialista para traar do seu gatinho e postem noticias sobre a saude dele.
abraços

Bom, é complicado alguém aqui (q somos apenas criadores e pouco entendidos no ramo da veterinária) poder lhe ajudar de forma realmente significativa. Fico muito feliz quando vejo pessoas que como vc realmente se preocupam com a saúde do seu animal de estimação, o que infelizmente mais vemos por aqui é gente que não quer pagar por uma consulta veterinária pedindo orientações e receitas de medicamentos…

Vocês já tentaram levar o resultado destes exames para um outro veterinário examinar? Às vezes uma segunda opinião veterinária nos dá uma luz de o que pode ser realmente e como tratar corretamente. Pelo pouco que compreendo, todos os sintomas que vc descreveu fazem parte dos sintomas clássicos da ascite, doença esta que pode ser causada por vários fatores, dentre eles: Insuficiência cardíaca congestiva; Condições associadas com o retorno venoso; Depleção de proteína plasmática associada com a perda de proteína devido à doença renal ou do trato gastrintestinal; Enteropatia ou nefropatia com perda de proteínas; Obstrução da veia cava, veias portais ou de drenagem linfática devido à neoplasia; Efusão neoplásica; Peritonite (inflamatória ou infecciosa); Desequilíbrio eletrolítico, principalmente hipernatremia ( # Na + ); Cirrose hepática.

Sugiro que vcs tentem levar os resultados dos exames para um outro veterinário ver, de preferencia a uma universidade onde tenha o curso de medicina veterinária, pois sempre há especialistas, mestres e doutores que certamente vão saber orientar vocês de como proceder….Enquanto isso siga à risca as orientações do seu veterinário.

Beijos e boa sorte!

A única coisa que posso dizer é que seu gato pode ser insuficiente renal (mas acredito que isso o veterinário já tenha te dito isso também). No entanto, tem algo que não tem como confirmar: o raio X e o ultrasom foi feito antes ou depois da drenagem abdominal (já que você disse que ele tinha ascite)?

Que bom que os exames de FIV/FeLV/PIF deram negativo.

O veterinário não pediu exame de outra enzima hepática (GGT)? Para gatos a fosfatase alcalina não é a melhor enzima hepática a se medir quando a suspeita é de hepatopatia, mas sim a GGT. Quando ele parou de se alimentar ele já estava com líquido no abdomen? As vezes essa ascite pode ter causa hepática. Gatos quando param de se alimentar começam a ter degeneração no fígado. Se ele já tinha esse aumento abdominal quando se alimentava a causa pode ser hepática e não devido ao fato dele ter ficado de jejum.

Alteração cardíaca poderia até ser a causa de ascite, mas não justificaria a presença de sangue no líquido abdominal.

Qual a ração que seu gato come? Já que ele tem 11 anos, tem rações no mercado (Royal Canin, Proplan, Science Diet) que são específicas para gatos com mais de 10 anos. Elas são mais caras mas são de altíssima qualidade e podem fazer com que seu gato volte a se alimentar melhor.

O que eu recomendaria é que você o leve a um veterinário especializado em felinos. Se for de São Paulo, você pode tentar levá-lo a USP ou na clínica VetMasters (fica na Rua Bela Cintra. O veterinário especializado em felinos dessa clínica é professor da USP). Se for do Rio de Janeiro, tem a clínica “Gatos e Gatos”. Infelizmente desconheço veterinários especializados em gatos fora desses dois estados.

Bem complicadinho esse historico do Petrucci, mas precisa ser tratado rapidamente até mesmo por conta da idade dele.
Normalmente o gato quando para de se alimentar desenvolve o que chamamos de lipidose hepatica e a asciste me parece ser mais por causa do figado mesmo.
O problema renal está claramente demonstrado e não acredito que problemas cardiacos sejam causa ou façam parte disso.
Me parece mais ser a parte do figado realmente.E seria bom exames complementares mais apurados.
Caso vc esteja em SP, leve na USP como já sugerido e verifique a possibilidade de vc dar a Convalescence (ração) que é bem palatável e altamente proteica, que ajudará bastante no processo de recuperação dele.
Boa sorte

Caros Gustavo, Gabriela e Petrucci, reparei que o seu gatinho tem um alto teor de Leucócitos no sangue, ou seja os glóbulos brancos, que defendem o corpo das infecções. Pensei então na baixa quantidade de Linfócitos. Seu aumento é chamado de linfocitose. Em gatos adultos, seu aumento pode ser indício de infecção viral ou leucemia linfocítica felina. Mas a questão inverte-se. Seu gato não tem Leucócitos a menos, mas sim a mais, o que nos leva à…. Estaca Zero.

Leucocitose: aumento no número total de leucócitos. Linfopenia: diminuição do número de linfócitos. Monocitose: aumento do número de monócitos. Estes são os nossos suspeitos agora. Mas ainda há muito por descobrir. Durante a punção abdominal, a presença de líquido amarelado com sangue significa perda interna de sangue. Outros achados podem indicar infecção, tumor (canceroso e não canceroso), apendicite, cirrose hepática, doença do pâncreas, dos rins ou coração e danos intestinais. Se a Punção acusava sangue, estes são os novos suspeitos. Se não… Voltamos à Estaca Zero.

Com a ajuda dos novos exames, ficamos a saber que podemos excluir Leucemia. Restam então: Infecção, Tumor (canceroso e não canceroso), Apendicite, Cirrose hepática, Doença do Pâncreas, dos Rins ou Coração e Danos Intestinais, Linfocitose, Monocitose e Linfopenia.
Ficamos resumidos a nada. Nos ultra-sons verificaram-se bastantes alterações em vários órgãos, cujas alterações podem ter sido provocadas por: Cirrose – 81% Insuficiência cardíaca – 3% Pericardite constritiva – 1% Cancro – 10% Tuberculose – 2% Pancreatite – 1% Serosite – 1% Síndroma nefrótica – 1% Vamos fazer então isto à vez: A Peritonite Infecciosa Felina, já foi excluída da lista, mas eu acho que, por segurança do gatinho, se deveria repetir o teste, pois erros profissionais são muito comuns.

Eu acho que a PIF se enquadra em todos os sintomas do gatinho.
Mas peço a Deus, que abençoe seu gato para que este não tenha nenhuma doença fatal.
Mas se não é PIF não consigo encontrar outra hipótese. Eu garanto, que estou a fazer os possíveis para os ajudar, pois veja, são agora 7:53h da manhã e eu estou desde as 2h a tentar decifrar o que vai dentro do seu pobre gatinho! Nos, ultra-sons, foram encontradas alterações morfológicas no fígado. Foi detectada uma Hepatomegalia Difusa Leve que é uma condição na qual o tamanho do fígado está aumentado. Geralmente indica a existência de uma hepatopatia (doença do fígado). Normalmente a hepatomegalia é assintomática (não produz sintomas). Entretanto, quando o aumento de volume é acentuado, ele pode causar desconforto abdominal ou existência de líquido abdominal. Quando o aumento é causado por uma cirrose, o fígado é firme e irregular. A presença de nódulos bem definidos normalmente sugere um câncer. Nos ultra-sons foram encontradas também anomalias na Vesícula. Um Colestase Aguda, que é o nome dado à redução do fluxo biliar, quer por diminuição ou mesmo interrupção do mesmo. Surge uma cor amarelada (icterícia) na pele e na esclera causada pelo acúmulo de bilirrubina nestes tecidos. Nos ultra-sons, também foram detectadas alterações no estômago de Petrucci.

(Quer saber? Seu gato não pode ter um pouco de tudo. Não pode estar com os rins, o fígado, a vesícula, o estômago e os intestinos a falhar ao mesmo. tempo. Portanto tem de haver uma justificação plausível para a situação. Na minha opinião deveria ir a outro veterinário, mas não deixem seu gato ser submetido a tratamentos nesse veterinário. Procurem apenas uma 2ª opinião e falem com o veterinário que tem acompanhado o Petrucci.) Nesta fase, é preciso ter muito cuidado com a alimentação do Petrucci. O melhor é irem no veterinário e perguntarem se não é necessária uma ração específica. Neste momento, minha suspeita também é de insuficiência cardíaco ou problema grave no coração.

Bom, uma insuficiência no coração, impediria o sangue de ser bombeado para o corpo correctamente, e se antes da doença se manifestar, Petrucci era um gato gordo, a doença pode ter sido causada por uma obstrução nas artérias. Voltando ao anterior, o sangue foi sendo bombeado incorrectamente para os órgãos vitais, o que provocou uma disfunção nalguns deles. Eu sugeria um TAC ao coração, se ainda não foi feito, uma Ressonância Magnética e uma Ultrassonografia, para verificar o estado do coração em TODOS os aspectos. Vocês podem também optar por procurar um especialista em felinos.
Bom, eu gostaria de acompanhar o caso do Petrucci, portanto este é o meu e-mail: [email protected]
Gostava que conforme fossem surgindo novos sintomas ou acontecimentos importantes me contactassem de modo a poder ajudar o mais possível. Aguardo um e-mail vosso, a certificar-me de que leram esta reposta. Espero ter sido útil.
Abração,
Vegan

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *