Categorias
Répteis

como eu faço para cuidar de um jabuti?

Eu gostaria de comprar um jabuti mas primeiro tenho que saber como eu posso cuidar dele. Alguém pode me ajudar?!

6 respostas em “como eu faço para cuidar de um jabuti?”

Olá Milena, =D

O Jabuti é um animal pet que pode ser bem divertido para certos ambientes, além de ser um animal de fácil criação! =D

Ele pode não ser o pet mais popular do planeta. Nem chega a ameaçar o trono ocupado pelos cães e gatos, mesmo sendo o mais querido dos répteis. Mas em um quesito o jabuti pode se considerar soberano: a longevidade. Enquanto felinos e totós vivem 13 anos em média, os jabutis podem ser fiéis companheiros por mais de 80 anos. Assim, o vagaroso bicho tem o raro privilégio de ser o pet do dono, e anos depois, dos filhos, netos, e por que não, bisnetos.
O segredo do primo do dinossauro pode estar na vida mansa que leva. O réptil tem hábitos simples e é pouco exigente no trato diário. Essas características levaram o arquiteto José Juracy de Oliveira Pereira a criar jabutis em Queimadas (BA) há vinte anos.

Hoje, ele é um dos raros criadores que possuem autorização do Ibama para comercialização do animal. ” Ele não precisa de viveiro ou de tratador. É mais fácil cuidar do jabuti que de cães”, conclui Pereira.
Mas a imagem de animal resistente pode ser apenas uma carapaça para esconder um pet que requer cuidados simples, porém necessários. ” A grande maioria das pessoas não procuram se informar sobre as reais necessidades desses animais. Por exemplo, existe o hábito de fornecer restos de alimentos a eles, acarretando numa dieta totalmente desbalanceada”, comenta o veterinário Sérgio Aleantara, de Recife (PE), especializado em animais silvestres.
Conviver com outros pets também pode levar a situações de risco. Acidentes com ataques de cães são um dos casos mais freqüentes atentidos pelo veterinário Rafale Cartelli, de Curitiba (PR). ” Os cachorros adoram ” brincar” comos jabutis”, justifica. A lista de problemas ainda ganha um reforço nas regiões de clima mais ameno, como na capital paranaense. A baixa temperatura faz aumentar o risco de o jabuti pegar uma pneumonia, doença que, se não tratada, pode levar o animal à morte.Os perigos não param por aí. Trauma causado por queda é outra ocorrência tradicional. Os relatos incluem até jabutis ” kamikazes” que saltam do 21º andar de um prédio.

Sombra e água fresca

A melhor receita para manter um jabuti com saúde ainda é a velha e boa simplicidade. No cardápio do bicho, por exemplo, devem constar frutas (exceto mamão), legumes e hortaliças. “É bom evitar alface e preferir folhas escuras, que possuem mais nutrientes”, recomenda CArtelli. Rações em pasta para cães e gatos podem servir como um lanche esporádico, mas o melhor prato são mesmo as rações para répteis, encontradas no mercado em versão estrangeira. Aquecimento adequado também é essencial. “Rochas ou placas aquecidas específicas para a manutenção de répteis são os métodos mais indicados para manter um jabuti”, conta Marcus Buononato, da loja Biotérium (SP) , especializada em animais exóticos. Além disso, tomar banho de sol é uma das atividades preferidas do jabuti, pois assim ele regula a temperatura do corpo, diminuindo as chances de pegar pneumonia. No item moradia, uma dica: o jabuti precisa de um pouco mais que o seu casco para ter um cantinho para viver. O ideal é ter uma área com sombra, água fresca e vegetação para ele se instalar. Ter trocas para o animal se esconder do calor excessivo também é recomendável.

Bicho legal

Olho vivo na hora de adquirir um jabuti. Ele é protegido pela legislação brasileira de animais silvestres. O comprador deve adquirir um animal em loja legalizada pelo Ibama – com número de identificação, especificado na nota fiscal. Caso contrário, o animal será considerado ilegal.

Herança Ingrata
No começo, o dono faz juras de amor ao jabuti. Mas, com o passar dos anos e décadas, o interesse diminui até que o animal passe de pet a estorvo. O que fazer? O destino mais comum é entregar o bicho para amigos ou parentes. Neste caso, o Ibama deve ser notificado. Em último recurso, o instituto pode adotar o animal. Algumas lojas que lidam com jabutis, como a Bioterium (SP), se certificam de que o comprador está ciente da longevidade do jabuti e pede para que se estipule um herdeiro para o bicho.

Espero te-la ajudado ao máximo! =D

Caso haja dúvidas, contate-me um E-mail no meu perfil.
Fico muito feliz em poder ajuda-la a cuidar de maneira correta do seu animalzinho.. dando-lhe o devido respeito que ele merece! =D

Para maiores detalhes, dê uma olhadinha nesse blog que encontrei pesquisando.. nele o resto de suas dúvidas serão resolvidas!

http://matheusandrade1997.blogspot.com/2008/11/como-cuidar-de-um-jabiti.html

Grande Bjoo e boua sorte! ;D

Coloque-o num lugar onde o piso não é liso ,pois pode deformar sua pata dificultando as caminhadas. Um lugar gramado é o ideal. Dê verduras como couve, taioba etc. Frutas, como mamão, banana, manga, melão, melancia. Dê tb um pouco de carne crua moída ,uma vez por semana. Coloque uma vasilha limpa com água fresca todos os dias. Deixe-o tomar sol e proporcione um cantinho fechadinho para que ele durma sossegado.
É um bichinho que não dá trabalho nenhum, não faz barulho e não incomoda ninguém.

O melhor é você ter um quintal ou área bem grande, para que você possa fazer um cercado de uns quatros metros quadrados, que possa entrar ar e muito sol e eles possam andar, a alimentação pode ser frutas verduras e legumes mesmo que seja o resto das cascas da salada do seu almoço, espero poder ter ajudado um pouco.

Precisa saber que:

– Jabuti precisa tomar sol pelo menos duas horas ao dia, para uma boa formação do casco e ossos;
– Não pode ficar em piso frio escorregadio, pois as pernas ficam abertas, calcificam e comprometem a locomoção;
– Gostam de variedade de frutas e verduras;
– Precisam ter água sempre à disposição deles.

Alimentação

Os jabutis, ao contrário do que muitas pessoas pensam, devem receber uma dieta de qualidade e bem diversificada. Quase nunca as pessoas fornecem alimentos adequados aos jabutis. Por isso há animais com serias doenças causadas por carências de vitaminas e minerais.Como também proteína é fundamental para o crescimento dos jabutis. Para endurecimento do casco deve ser fornecido cálcio em quantidades adequadas (para suplementar o cálcio, deve-se colocar cascas de ovo secas e trituradas por cima dos alimentos oferecidos no mínimo três vezes por semana).
São animais onívoros, ou seja, alimentam-se de proteína animal (pequenos vertebrados, minhocas, insetos, etc…) e fibras vegetais (folhagens, verduras e frutas).O alimento deve ser oferecida diariamente e removida assim que apresente sinais de decomposição.
Sugestões de dieta para seu animal viver feliz e bem saudável – estes elementos podem ser dados juntos ou alternados em dias da semana:

1.Vegetais – 85% da dieta:

Folhas de mostarda, de beterraba, agrião, couve, rúcula, salsa, salsão, brócolis, espinafre, repolho, amora, cenoura, pétalas de rosas, hibiscos (tanto pétalas quanto folhas), sementes de feijão branco e feijão verde, ervilhas, lentilhas, milho, e legumes variados, como a cenoura, beterraba, vagens, abóboras, batata doce, etc.

2. Frutas – 10% da dieta :

Uvas, abacate, maçãs, pêras, abacaxi, morango, manga , mamão, todos os melões, banana, tomates, figos e melancias, amora, nectarina, etc.

3. Proteína animal em altas concentrações – menos de 5% da dieta :

Ração para tartarugas, suplementos à base de camarões e carne crua moída. Pode-se oferecer ração canina seca ou sardinha com ossos ou camundongos abatidos ou ovos cozidos com casca.

OBSERVAÇÕES : Mantenha água à vontade;

Evitar alface e muito mamão, esses alimentos podem favorecer diarréia;
Os jabutis não devem comer restos de comida humana (arroz, macarrão, etc…) ou cascas de vegetais e frutas estragadas. O fato de comerem não indica que apreciem ou que estejam bem de saúde. Estes alimentos são inadequados e causam avitaminoses e debilidade;
A utilização de rações específicas para répteis onívoros é excelente pois é balanceada, já possui cálcio e vitaminas e dispensa qualquer outro tipo de alimento. Uma vez condicionados à essa ração seu crescimento será bem mais rápido;

Ambiente Ideal

Os répteis diurnos necessitam de radiação solar – se o jabuti não tiver acesso à luz solar, é importante colocá-lo pelo menos 15 minutos ao dia para tomar o sol da manhã ou do fim de tarde – ou artificial que apresente radiação ultra-violeta B (UVB), presente em lâmpadas específicas para répteis. A lâmpada deve ser mantida a 30 cm, no máximo, do animal, para que as células basais da pele possam sintetizar o precursor da vitamina D3. O animal terá descalcificação, raquitismo e vida muito curta se não receber esta radiação.
É necessário também uma fonte de aquecimento de fácil acessibilidade. Os mais indicados e práticos são as rochas ou placas aquecidas específicas para manutenção de répteis. Não podem ser mantidos sem fonte de calor, à exceção das localidades onde ocorre naturalmente. Os jabutis brasileiros não hibernam e podem ficar letárgicos e doentes se mantidos em temperatura baixa por vários dias. Este procedimento constitui maus tratos sendo, portanto, passível de punição por lei.
Os jabutis maiores (acima de 15 cm) são geralmente mantidos em ambientes externos cercados, como em jardins. Estes devem ter piso de grama ou outro material não abrasivo. Vários abrigos, como tocas de pedra, e ampla vegetação devem fazer parte desse ambiente. Esse espaço deve permitir a incidência de sol pelo menos durante algumas horas do dia. Para se abrigar do frio, principalmente à noite, os animais usarão as tocas. Deve-se ter muito cuidado com lagos e piscinas, porque podem cair e se afogar. Outra coisa importante é para quem tem apenas fêmeas ou casais, as fêmeas precisam de terra propícia para a desova, pois se estas não acharem onde enterrar seus ovos ficarão acumulando ovos no corpo e podem morrer. Um recipiente raso com água sempre limpa é imprescindível. Mantenha o local onde os jabutis ficam limpos. Para isso, lave diariamente os recipientes de água e comida e retire as fezes pelo menos três vezes por semana. Na natureza o encontro de fezes frescas é raro e, em cativeiro, pode ocorrer a coprofagia (comer fezes) por simples encontro e indução de que pode se tratar de alimento.

NÃO ESQUEÇA DE ADQUIRIR APENAS ANIMAIS LEGALIZADOS DE EMPRESSAS LICENCIADAS PELO IBAMA. Portar um animal ilegal é CRIME. Além disso, o tráfico de animais é horrivel e perde somente para o tráfico de arma e drogas… A cada 10 animais, 9 morrem! Ou seja, ter um animal oriundo do tráfico, significa que outros 9 precisaram morrer nas mãos de um traficante. Veja: http://www.google.com/images?hl=en&q=trafico%20de%20animais&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *