Categorias
Gatos

Como educar meu gato. Alguém me ajuda?

Estou tendo um probleminha com meu gato. Ele tem uma mania de roer o fio do fone de ouvido do meu PC. Dou um outro fio pra ele, e o gato rejeita. Tiro ele de perto, o gato vai atrás do fio. Eu bato nele (apenas uma palmadinha, não é espancamento e mau trato) enquando ele roi (ou roe?) o fio do fone, mas mesmo assim, ele continua mordendo.

O que eu faço pra ensiná-lo a não morder o fio do fone antes que o mesmo já fique desencapado?

5 respostas em “Como educar meu gato. Alguém me ajuda?”

Pouco se comenta sobre educação de gatos. Há quem diga, inclusive, que é impossível adestrá-los. Mas, ao contrário do que se imagina, é possível modificar vários comportamentos dos felinos em geral com técnicas de adestramento.

Educação dá mais liberdade
Se um gato não comer plantas, não demarcar a casa com xixi e não arranhar os móveis, poderá circular sem restrições por todos os ambientes. Sua liberdade será maior do que a do gato menos educado, já que não haverá necessidade de confiná-lo para evitar danos à residência.

Punir com técnica adequada
Ao educar o gato, devemos ter o cuidado de não associar as punições com a nossa presença. Se isso acontecer, poderemos deteriorar a relação com o felino. Diferentemente dos cães, os gatos não estão psicologicamente preparados para lidar com punições provenientes de seu líder. A estrutura social de ambos é diferente. Por isso, o adestramento não deve ser feito da mesma forma.

Se o gato relacionar castigo com uma pessoa poderá passar a evitá-la ou, em alguns casos, a até atacá-la. Procure despersonalizar as punições, sempre que for possível.
Um método é causar desconforto à distância, de modo que o gato não o atribua a alguém. Por exemplo, colar sobre a geladeira uma fita de dupla face para, quando o gato pisar nela, se sentir desconfortável e não subir mais lá.

Outro método é o de assustar o gato para interromper uma ação. Espirrar água no focinho dele, por exemplo. Ao fazer isso, é preciso tentar parecer indiferente ao gato, para reduzir as chances de ele responsabilizar quem está apertando o spray.

Compreender o comportamento
É mais fácil corrigir o gato quando se proporcionam alternativas que satisfaçam a motivação causadora do comportamento indesejado. Um caso é o do gato que arranha móveis. Provavelmente, ele estará fazendo isso por precisar afiar as unhas ou para demarcar o território. Nesses casos, espalhar arranhadores pela casa e motivar o gato a usá-los tornará mais fácil evitar que ele arranhe outros objetos.

Não estimular o indesejado
Muitos comportamentos se repetem porque são recompensados, mesmo que não estejamos nos dando conta disso. É o que acontece quando o gato acorda alguém miando e a pessoa lhe dá, em seguida, carinho ou alimento. Esse “prêmio” motivará a repetição dos miados todas as manhãs.

Diante de um comportamento indesejado, leve em consideração a possibilidade de o gato estar sendo motivado por algum tipo de recompensa. Se isso estiver acontecendo, inclua a interrupção daquele reforço na estratégia para corrigir o comportamento.

Premiar o comportamento desejado
Devemos premiar o gato sempre que ele apresentar um comportamento desejado que poderia substituir o indesejado. Se ele costumar derrubar vasos, por exemplo, e for visto se entretendo com brinquedos é importante premiá-lo. Estimular o comportamento desejado resultará na repetição do que é aprovado.

Premie o gato dando a ele algo que o agrade. Fale carinhosamente com ele, ofereça um petisco ou faça carinhos. A recompensa deve acontecer o mais rápido possível em seguida ao comportamento correto, para facilitar a associação de idéias.

Porque você não compra aquela proteção de fios ? ‘

# Ou quando ele estiver roendo,jogue um pouquinho de agua nele

# Ou faça um barulho de supresa para ele se assustar

# Nunca ouvi falar de gato rouer coisas,rsrs ‘

Boa sorte

Bjos pra vs e pro seu felino ‘ 😀

Tenho uma dica:
Coloque fita adesiva (aquele durex largo) perto dos fios. Coloque de forma q o lado q gruda fique para fora.

Os gatinhos simplesmente odeiam coisas q grudam!!!

Pode ter certeza q qdo ele grudar a boquinha, os bigodes ou as patinhas, ele nunca mais vai chegar perto do fio!!!

Boa sorte!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *