Categorias
Répteis

Como as serpentes conseguem matar suas presas e devorá-las sem mastigar ?

VALENDO 10 PONTOS!! VALENDO 10 POOOOOOONTOS!!!
APROPOSITO É LIÇÃO DE CASA
APROPÓSITO É LIÇÃO DE CASA

3 respostas em “Como as serpentes conseguem matar suas presas e devorá-las sem mastigar ?”

Olá, Mr.g!

A questão é que você não especificou a serpente!
Mas vou tentar.

Elas (as serpentes) se especializaram em duas maneiras para matar suas presas: a peçonha e a constrição.

Na constrição, a serpente ataca a vítima e rapidamente enrola-se na mesma, exercendo grande pressão a ponto da presa não conseguir expandir sua caixa toráxica e morrer por asfixia e parada cardíaca. Serpentes que usam este método geralmente não possuem dentes especializados para inoculação de peçonha, como os Boídeos (jibóias, sucurís, etc.), com dentição áglifa, e a maioria dos colubrídeos, que apesar de possuirem dentes sulcados para o escorrimento do veneno, a posição dos dentes não o permite, pois se localizam na parte posterior da boca, sendo usados apenas para iniciar a digestão antes mesmo do alimento chegar ao estômago.

Serpentes peçonhetas, ou seja, que possuem dentição proteróglifa (Elapídeos, como a naja, coral verdadeira, etc.) e solenóglifa (Viperídeas, como a cascavél, jararaca, surucucu, etc.) apenas espreitam suas vítimas e esperam o momento certo do bote, raramente desperdiçando veneno (pois demora a repor).

Quanto à questão em que elas não mastigam e engolem inteiras, é devido à presença do osso quadrado. Como serpentes na maioria das vezes ingerem presas maiores que o próprio diâmetro, quando necessário, o osso quadrado tem a capacidade de desarticular sua mandíbula, e graças à sua alta flexibilidade, conseguem se adaptar ao tamanho da presa. Graças aos seus dentes virados para traz (projetados para rasgar e segurar) e sua mandíbula extremamente flexível, conseguem segurar o animal com os dentes enquanto projetam sua mandíbula para frente, egolindo o animal inteiro.

Espero ter ajudado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *